Vânia Bastos

21 e 22 de setembro • sáb. dom.

vania

“A principal qualidade da voz de Vânia Bastos, sua luz (cristal preferem alguns) é realçada neste trabalho com magníficas canções de Edu Lobo. Embora a afetividade colocada em cada palavra, com delicadeza e discrição, faça com que nos ocupemos por alguns momentos de um aspecto emocional. E, embora, a dinâmica, tão cara a essa cantora (a suavidade dos ataques seguidos de um amável crescendo) nos faça pensar em colibris e flores de organdi. (...) Diante de um repertório adequado para sua inteligência vocal, revela-se a cantora: voz vestida de luz”. (Arrigo Barnabé – Encarte do CD Nabocadolobo)

Voz fundamental da música contemporânea, a cantora paulista Vânia Bastos iniciou sua carreira na década de 1980, ao lado de Arrigo Barnabé, ao integrar a banda Sabor de Veneno. Em 1986, gravou seu primeiro disco solo “Vânia Bastos”, apontando sua  pluralidade como intérprete. Ao longo de sua carreira, gravou mais de 10 discos e participou de inúmeros projetos e trabalhos solos e ao lado de importantes nomes.Seu trabalho mais recente é “Nabo-cadolobo”, voltado inteiramente à obra de Edu Lobo. O disco tem recebido ótimas críticas por seu caráter altamente brasileiro, pela qualidade sonora das composições de Edu e pelos arranjos e direção musical de Ronaldo Rayol. 

DISCOGRAFIA

Vânia Bastos (1986), Eduardo Gudin e Vânia Bastos (1989), Vânia Bastos (1990), Cantando Caetano (1992), Canta Mais (1994), Vânia Bastos & Cordas – Canções de Tom Jobim (1995), Diversões Não Eletrônicas (1997), Belas Feras (1999), Vânia Bastos Canta Clube da Esquina (2002), Tocar na Banda (2005), Na Boca do Lobo (2010)