Leny Andrade

14 de agosto • quar.

leny01

“Um misto de Sarah Vaughan e Ella Fitzgerald da bossa nova, a voz de Leny Andrade carrega em si o corpo e alma brasileiras. Em sua interpretação de ‘Garota de Ipanema’, ela transforma a ‘garota’ em ‘mulher’. Leny está em uma categoria superior”. (Stephen Holden, The New York Times, 28/08/2008)

Estreou profissionalmente aos 15 anos, sendo a única crooner a cantar na orquestra de Dick Farney. Gravou seu primeiro LP em 1961, intitulado A Sensação. No ano seguinte, lançou A Arte Maior de Leny Andrade. Em 1965 estourou nas paradas com o disco Estamos aí. Enveredou pelo samba de vanguarda nos anos 70, com o disco Alvoroço e fechou a década com Re-    gistro, obra marcante de samba-jazz. Em 2007 dividiu um Grammy Latino com César Camargo Mariano para Melhor Álbum MPB ao Vivo. Leny Andrade tem 29 discos gravados e 2 DVDs, sendo o mais recente o CD Alma Mia (2010) só de boleros com arranjos de Fernando Merlino.

DISCOGRAFIA

A Sensação (1961), A Arte Maior de Leny Andrade (1963), Gemini V - Show na Boate Porão 73 (1965), Estamos Aí (1965), Gemini Cinco Anos Depois. Pery Ribeiro & Leny Andrade (1972), Alvoroço (1973), Expo-Som 73 ao Vivo (1973), Leny Andrade (1975), Registro (1979), Leny Andrade (1979), Presença de Leny Andrade e Os Cariocas (1979), Leny Andrade (1984), Cartola 80 anos (1988), Luz Neon (1989), Eu Quero Ver (1990), Bossa Nova (1991), Embraceable You (1993), Nós (1994), Maiden Voyage (1994), Coisa Fina (1994), Antonio Carlos Jobim, Letra e Música (1995), Luz Negra - Nelson Cavaquinho por Leny Andrade (1995), Bossas Novas (1998), Leny Andrade Canta Altay Veloso (2000), E Quero que a Canção Seja Você (2001), Momentos da Bossa ao Vivo (2008), Alma Mia (2010)