A Apresentadora

malluhMALLUH PRAXEDES

Malluh Praxedes é uma apaixonada pela música brasileira. Especialmente. Desde cedo ouvia rádio em sua pequena Pará de Minas. Jornalista, publicitária, produtora cultural e escritora, tem 15 livros lançados, entre poemas, crônicas, contos e ‘um quase romance’. Como letrista tem 18 músicas registradas em três discos, com Renato Motha – que musica seus poemas, Patrícia Lobato e Gisella Gonçalves, gravados no Brasil e no Japão. 

Trabalhou com Marco Antonio Araujo, Nivaldo Ornelas e Juarez Moreira como produtora, dando um enfoque especial para a música instrumental de Minas Gerais ao ter a oportunidade de desenvolver trabalhos como idealizadora e produtora no BDMG-Cultural por 20 anos. Idealizou e produziu os projetos Prêmio BDMG Instrumental, Jovem Instrumentista BDMG e o Viva a Praça - Cantoras/Cantores Daqui, além de também idealizar e produzir dois discos - ‘Minas Musical BDMG’ e ‘BDMG-Instrumental 2007’. Produziu o disco ‘Aquarelas, a música de Ary Barroso’, com Nivaldo Ornelas, Juarez Moreira e Orquestra de Câmara Sesiminas e também o cd ‘Arredores’, de Nivaldo Ornelas que recebeu o Prêmio Sharp como Melhor Disco Instrumental.

Escreve semanalmente para o ‘Jornal Diário’, de Pará de Minas e para o site ‘Vitrine Literária’. Como jornalista colaborou para o jornal ‘Estado de Minas’ por sete anos.

Já recebeu as seguintes homenagens: Por indicação do Go-vernador Aécio Neves recebeu a ‘Medalha de Honra JK’ (2008) em Diamantina, como escritora e pelos 20 anos dedicados ao BDMG-Cultural. Em 2012 recebeu o título e diploma ‘Acadêmica Honorária’, concedido pela Academia de Letras de Pará de Minas. Troféus  ‘Destak’ (Jornal Diário de Pará de Minas), ‘Troféu Bene-dito Valadares’ (Ângelo Cáffaro), ‘Personalidade 2000’ (Gazeta Paraminense);  ‘Excelência Empresarial/Instituicional de Minas Gerais’ (2007/2008), por sua atuação no BDMG-Cultural, por indicação da revista Mercado Comum.